A Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar, marcou presença, na primeira semana de setembro, no Projeto “Cozinha de Afeto”, no decorrer do ATL “Férias Vivas 2021”, promovido pela IHM – Investimentos Habitacionais da Madeira.

A iniciativa é promovida pela Casa do Povo de Santo António e tem como objetivo dar apoio a pessoas sozinhas ou famílias carenciadas. Consiste na confeção, preparação e distribuição de refeições diárias, destinadas a agregados familiares residentes na freguesia, com maior vulnerabilidade socioeconómica.

No âmbito de uma parceria entre a Casa do Povo e a IHM, 24 crianças e jovens dos bairros sociais da Comandante Camacho de Freitas e da Ribeira Grande participaram no projeto de voluntariado, prestando o seu contributo à comunidade e demonstrando a sua importante participação cívica e de cidadania.

No decorrer da visita, Augusta Aguiar enalteceu o projeto “Cozinha de Afeto”, bem como a parceria entre a Casa do Povo e a IHM, na medida em que «vem estimular o voluntariado, o espírito de solidariedade, a interajuda e a participação cívica desde as camadas mais jovens da população». Reforçou igualmente que «estas sinergias e esforços conjuntos de várias entidades vêm complementar o trabalho social já desenvolvido, cujos maiores beneficiários são as populações mais vulneráveis».

DEZ MIL REFEIÇÕES DESDE JANEIRO

O projeto “Cozinha de Afetos” tem muitas valências, sendo que, presentemente, na vertente social, insere-se no âmbito do programa FAROL, o que lhe permite confecionar, preparar e distribuir 50 refeições diárias, totalizando, até final de agosto, quase dez mil refeições.

É um espaço de partilha intergeracional e de apoio familiar, destinado a crianças e jovens da freguesia que se encontrem em situação de vulnerabilidade social, abrangendo as respetivas famílias.

Localizado na Casa do Povo de Santo António, desenvolve atividades intergeracionais em torno da preparação de refeições, proporcionando o convívio, a troca de experiências e a distribuição de tarefas, o que permite partilhar responsabilidades, criar afetos e promover a união familiar.

Além do convívio intergeracional por meio da cozinha, o projeto visa apoiar os pais/cuidadores que, pelo facto de trabalharem ou terem carências financeiras, não conseguem promover refeições de qualidade e partilha desejáveis.

Neste sentido, a Casa do Povo de Santo António e a "Cozinha de Afeto" tentam, sempre que possível, funcionar após os tempos letivos, para a permanência de crianças e jovens que se encontrem em situação de carência, por forma a assegurar também o seu acompanhamento no estudo, o desenvolvimento de atividades lúdicas e culturais, bem como o fornecimento de refeições.

VOLUNTARIADO JUVENIL INCENTIVA SOLIDARIEDADE

O Voluntariado Juvenil visa promover a participação dos jovens em ações de voluntariado de interesse social e comunitário, incentivando o espírito cívico e de solidariedade.

A prática de voluntariado permite potenciar a participação dos jovens nas áreas sociais da sociedade, partilhar o espírito de interajuda entre os jovens e com a sociedade, aumentar o grau de aprendizagem e a aquisição de experiências e fomentar o espírito de iniciativa.

"FÉRIAS DE VERÃO" DA IHM ACOLHEU 80 CRIANÇAS E JOVENS

O Projeto “Férias Vivas”, promovido pela IHM – Investimentos Habitacionais da Madeira, acolheu, ao longo dos meses de julho e agosto, 80 crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 6 e os 16 anos, divididos por seis ATL, que funcionaram nos polos comunitários da Nazaré, Ribeira Grande, Comandante Camacho de Freitas, Ribeiro Real, Torre e Projeto Renascer@Nogueira.

Entre as principais iniciativas desenvolvidas destacam-se workshops de pintura, artes plásticas e culinária para crianças, visitas culturais, idas à praia, passeios de barco, bowling, piqueniques, caminhadas e levadas, bem como várias atividades desportivas como sejam ciclismo, voleibol, andebol, badminton, karaté, ténis de mesa, vela e stand up paddle.

Este dinamismo só foi possível levar a cabo graças à colaboração e ao contributo de uma rede de parceiros regionais, associações e clubes desportivos, que se aliaram a este projeto, permitindo assim proporcionar experiências e vivências únicas a crianças e jovens oriundos de contextos socialmente vulneráveis.

O objetivo principal Projeto “Férias Vivas” é promover um conjunto de atividades lúdico-pedagógicas, no período de interrupção letiva do Verão, como forma de prevenção de comportamentos de risco, fomentando-se assim a igualdade de oportunidades, a coesão social e a cidadania.

O Governo Regional, através da IHM, dá, desta forma, continuidade às suas políticas de inclusão social, permitindo que crianças e jovens participem na vida em comunidade e ocupem os seus tempos livres com atividades promotoras de estilos de vida saudáveis, potenciando as suas oportunidades de inserção na sociedade, atendendo sempre às necessidades e interesses individuais de cada um dos participantes.