O Conselho de Administração da IHM-Investimentos Habitacionais da Madeira, no âmbito das suas políticas de proximidade, tem vindo a efetuar visitas às associações com sede nos vários bairros sociais. O objetivo destes contactos mais próximos é inteirar-se das atividades em curso nas próprias instituições, bem como das suas dificuldades, necessidades deste período pós-pandemia, no qual muitas destas associações funcionaram como um recurso de suporte e proximidade de excelência.

A mais recente visita foi à Associação Casa do Voluntário, uma instituição particular de solidariedade social (IPSS), com sede num espaço cedido no Bairro da Nazaré, que ostenta o título de primeiro Banco de Voluntários criado em Portugal.

O presidente do Conselho de Administração da IHM, João Pedro Sousa, acompanhado pela vogal Mara Rodrigues, foram recebidos pela diretora da Casa do Voluntário, Helena Correia, que deu a conhecer os objetivos e projetos sociais levados a cabo por esta associação.

Na ocasião, a responsável explicou que, apesar da promoção e divulgação do voluntariado, bem como o recrutamento e formação de novos voluntários sejam os os principais desafios desta IPSS, mais recentemente, a sua ação enveredou para o apoio social, através de projetos como o projeto N.A.D.A. - Não Ao Desperdício Alimentar.

Este projeto, que tem como principal objetivo assegurar a alimentação a indivíduos ou agregados que se encontrem em situações de vulnerabilidade económica ou social, tem também como meta contribuir para a redução ecológica causada pelo fenómeno do desperdício alimentar. Foi comunicado nesta visita que, neste momento, este projeto apoia 40 agregados familiares, sendo que estão em lista de espera outras 21 famílias, a apoiar dentro em breve.

Com mais de 1.900 voluntários inscritos na sua Bolsa, esta associação tem ainda inscritas cerca de uma centena de instituições que acolhem voluntários nas diferentes áreas, entre as quais a Ação Social, Saúde, Educação, Ciência e Cultura, Defesa do Património e do Ambiente, Defesa do Consumidor, Emprego e Formação Profissional, Cooperação para o Desenvolvimento, Reinserção Social e Proteção Civil.

No decorrer deste ano, a Casa do Voluntário pretende alargar este projeto através de parcerias com estabelecimentos da área da hotelaria e restauração.

Nesta visita, o Conselho de Administração da IHM reforçou e agradeceu o meritório trabalho desenvolvido pela Casa do Voluntário.

“São projetos como este que dão corpo à intervenção social promovida pela IHM, complementando todo o trabalho já desenvolvido nos bairros sociais sob gestão desta entidade pública”, salientou o presidente João Pedro Sousa.